Viajando com saúde

Viajar é demais! Ficar doente durante a viagem, não!

Ninguém aqui pretende pegar uma gripe durante as férias e uma dor de cabeça pode acabar com o passeio do dia… Então além do protetor solar e creme anti-rugas, não deixe de levar consigo uma mini-farmácia com alguns remedinhos que podem salvar alguns momentos. Vou listar meus itens preferidos, mas considere o que funcionar melhor com você:

– Neosaldina (para curar a ressaca);
– Engov (para tentar evitar a ressaca);
– Luftal (para aquele chucrute que não lhe caiu bem);
– Floratil (porque tem que provar o prato típico de onde você estiver);
– Lisandor ou Dorflex (porque você achou que tava super em forma para fazer todo o percurso a pé);
– Band-Aid (porque você tinha certeza que nada ia dar errado);
– Gaze e Esparadrapo (se você achou que era a mulher maravilha)… E uma tesoura!

(Não é para levar na bagagem de mão porque algumas alfândegas podem criar problemas com falta de prescrição médica, já que cada país trata essas substâncias de maneira diferente).

E não se esqueça das cartelas de pílula anti-concepcional pelo tempo que você estiver fora. Leve todas com você, para a eventualidade de o destino não ter disponível a mesma fórmula… E evita também o desconforto de ter que trocar de produto.

O kit de primeiro socorros atende um pequeno acidente, mas não cobre machucados maiores. Por isso NÃO saia do seu país sem um seguro de viagens apropriado. Contrate ANTES de viajar, porque você pode ter problemas em encontrar uma empresa que aceite após seu embarque, ou vai lhe custar bem mais caro.

Sem contar que o Seguro Viagem é obrigatório de acordo com o Decreto 2004-1237 de 17 de novembro de 2004 da União Européia, o que significa você pode ser barrado na entrada da Europa caso um agente te solicite essa comprovação.

Optei por contratar a World Nomads pela facilidade de cobertura em diversos países sem a necessidade de especificar todos os destinos, já que minha aventura não tem roteiro definido. Você simplesmente escolhe se quer incluir ou não os EUA no seu plano de viagens… E voilá! A um custo de USD 554,00 contratei um seguro de viagens para 6 meses, sem visitas ao Tio Sam.

20130903-154259.jpg

Não é para fazer check-ups ou cirurgia plástica na Holanda… Esses seguros internacionais somente cobrem acidentes e atendimentos de emergência. Mas são imprescindíveis!!

E não vale para seu país de residência, obviamente. Não pode dar uma de espertinha e tentar usar o internacional em vez de ter um seguro-saúde em casa… Não abandone o seu! Mesmo porque alguns seguros internacionais te mandam de volta para ser tratada no seu país dependendo da gravidade do ferimento, o que é totalmente legitimo e está escrito entre as 1.284 páginas do contrato que você não vai ler 😉

 


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.