Cidadania Italiana… o primeiro post!

Enquanto eu estava na Europa, no final do ano passado, pesquisei sobre obter a cidadania italiana diretamente na Itália. Eu já tenho um pai com cara de Don Vito Corleone mesmo, então porque não aprofundar as raízes?

Minha pesquisa foi intensa e os melhores sites que me explicaram tim-tim por tim-tim do processo todo foram Minha Saga e Polentona, que também são assessorias que podem ser contratadas para analisar os documentos antes de ir para a Itália, para não perder viagem, e dar todo o apoio necessário no comune que eles trabalham – inclusive preenchendo os documentos em italiano!

Bom, todo o passo a passo pode ser encontrado na internet sem dificuldade alguma pedindo ajuda ao Sr. Google, então meu resumo é mais um apanhado geral do que foi para mim obter os documentos para a cidadania e ainda colocar algumas observaçõeszinhas que eu não sabia e acabei sendo pega de surpresa…

UM PEQUENO PASSO A PASSO PARA CIDADANIA ITALIANA… MEU RESUMO!

1)     Obter todas as certidões em inteiro teor de nascimento, casamento e óbito de toda a linha de antecessores que dará a cidadania, desde o parente italiano. No meu caso, o direito de sangue (ius sanguinis) é dado pela linha masculina da família, que é um pouco mais simples no caso da feminina, por casamento etc. Se informem!

2)     Enviar todas as certidões ao ERESP como carta registrada em envelope não contendo mais que 500g cada. Caso o peso seja superior, deve ser dividido em dois envelopes.

Veja, o ponto aqui é que os documento devem ser autenticado pelo Ministério das Relações Exteriores e o ERESP em SP oferece esse serviço via correio. Veja abaixo as instruções caso viva no estado de SP.

-> Ao ERESP deve ser enviado um envelope contendo:

  • As certidões originais;
  • Formulário com a relação dos documentos, mencionando país de destino Itália;
  • Envelope interno pré-pago de retorno com nome do destinatário e endereço completo já preenchidos e com selos suficientes para a devolução dos documentos por carta-registrada;
  • Informar aos Correios no momento da compra do envelope pré-pago que o remetente da correspondência de devolução será pessoa jurídica (MRE).

ENDEREÇO PARA ENVIO DOS DOCUMENTOS AO ERESP:

Ministério das Relações Exteriores – Escritório de Representação em São Paulo (ERESP)
Setor de Legalização de Documentos
Avenida das Nações Unidas, 11857, 4⁰ andar
Brooklin Novo
CEP 04578-908       São Paulo – SP

-> O ERESP não recebe documentos pessoalmente! Não adianta insistir! Caso queiram ir diretamente em Brasília, o setor de legalizações fica aos fundos do Palácio do Itamaraty na Esplanada dos Ministérios e atende das 09:00h às 11:45h. ATENÇÃO: ELES SOMENTE LEGALIZAM 10 (dez) CERTIDÕES POR DIA. QUALQUER QUANTIDADE MAIOR DEVE SER RETIRADA NO DIA SEGUINTE.

-> O ERESP diz demorar até 20 (vinte) dias úteis para retornar os documentos. Em Brasília sai na hora (até 10 documentos), ou no máximo no dia seguinte (se forem mais de 10 documentos).

-> O número de documentos significa por certidão e por tradução. Caso um é um documento! Não ache que eles vão considerar certidão + tradução como um só porque foi um ledo engano meu…

-> NÃO TEM CUSTO PARA AUTENTICAÇÃO DE DOCUMENTOS.

3)     Enviar todas as certidões já com autenticação do ERESP ao tradutor juramentado, quem traduzirá todas as informações prestadas nos documentos (incluindo a autenticação do MRE) e reconhecerá a própria firma.

-> SE QUISEREM INDICAÇÃO DA TRADUTORA QUE FEZ MEU PROCESSO, ME PEÇAM POR E-MAIL, POR FAVOR.

4)     Agendar entrevista para legalização de todos os documentos no Consulado Geral que atende seu estado, inclusive as traduções, enviando diariamente e-mail para info.itbra@vfshelpline.com com as seguintes informações:

Nome completo:
Email de contato:
Telefone:
Cidadania por descendência: SIM ou NÃO
Comparecerá na entrevista: Próprio Requerente ou Procuração
Pedido de cidadania é no Brasil ou na Italia?
Qual seu consulado de jurisdição?:

-> O CONSULADO PROMETE UM RETORNO COM A RESPOSTA DENTRO DE 1 (hum) DIA ÚTIL. SENDO A RESPOSTA NEGATIVA, UM NOVO E-MAIL DEVE SER ENVIADO COM UMA NOVA SOLICITAÇÃO.

-> NÃO ENVIAR A NOVA SOLICITAÇÃO EM CIMA DO E-MAIL DE RESPOSTA. SEMPRE CRIAR UM NOVO E-MAIL.

-> ENVIAR E-MAILS PELA MANHÃ, POR VOLTA DAS 08h, É MAIS INDICADO.

-> O CONSULADO NORMALMENTE AGENDA PARA DENTRO DE 15 (quinze) DIAS CORRIDOS, PORTANTO O AGENDAMENTO DEVE SER FEITO JÁ COM TODOS OS DOCUMENTOS AUTENTICADOS PELO MRE E COM AS DEVIDAS TRADUÇÕES JURAMENTADAS.

5)     Comparecer no Consulado Geral da Itália em São Paulo no dia e hora marcada, levando adicionalmente uma cópia simples de cada certidão (não precisa cópias das traduções), cópia simples do RG (ou identidade com foto) e um comprovante de residência. O consulado fica na Avenida Paulista, 1963 – ao lado do Conjunto Nacional.

-> NÃO É POSSÍVEL RETIRAR OS DOCUMENTOS SEM COMPROVANTE DE RESIDÊNCIA! PODE SER CONTA DE ÁGUA, LUZ… E ATÉ CÓPIA DA DECLARAÇÃO DO IR.

-> TODOS OS HORÁRIOS AGENDADOS PELO CONSULADO SÃO PARA ÀS 09h, MAS O ATENDIMENTO É POR ORDEM DE CHEGADA. TENTEM CHEGAR POR VOLTA DAS 08h! O CONSULADO ABRE AS PORTAS ÀS 08:30h.

-> VOCÊS VÃO PERDER PELO MENOS A MANHÃ INTEIRA NO CONSULADO, ENTÃO SE PREPAREM!!

6)     Comprar passagem aérea para Itália com retorno não superior a 90 dias! Mesmo que o processo de cidadania corra o risco de demorar mais que isso, não é permitida a entrada na Itália com intenção de permanência maior que esta. Caso a intenção seja viajar pela Europa depois da obtenção da cidadania e passaporte italiano, a passagem para o outro destino deve obedecer os mesmos 90 (noventa) dias de saída da Itália.

-> A AUTORIDADE DE IMIGRAÇÃO NA EUROPA PODE SOLICITAR A RESERVA DO HOTEL ONDE PRETENDE FICAR, MAS COMO NO CASO DA CIDADANIA SERÁ ALUGUEL DE CASA PELO PERÍODO, O LOCATÁRIO DEVE EMITIR UMA CARTA CONVITE AO INQUILINO.

-> A AUTORIDADE DE IMIGRAÇÃO EUROPÉIA TAMBÉM PODE SOLICITAR UM SEGURO-SAÚDE PARA O PERÍODO E COMPROVAÇÃO DE QUE CONSEGUIRÁ SE MANTER FINANCEIRAMENTE NO PAÍS, MAS NESTE CASO UM CARTÃO DE CRÉDITO INTERNACIONAL É ACEITO.

Gente, estou só começando… tem muito chão pela frente! Vou contando aos poucos sobre ficar na Itália, comer macarronada todos os dias, me entupir de gelatto e se a cidadania saiu! Stay Tuned 🙂

Leia também o segundo post… e como foi ‘os finalmentes‘!


21 comentários sobre “Cidadania Italiana… o primeiro post!

  1. Bom dia gata! Estou com todos os documentos já prontos. Mas estou com dificuldade para Legalizar. Eles da VFS não me respondem os e-mails depois dos 3 dias úteis. Como foi o seu? Demorou quanto tempo? To de cabelos em pé! Tmb queria o contato do Juiz juramentado para fazer as traduções! Valew!

    Curtir

    1. Oi Lígia! Olha, eu tinha lido que os melhores horários para enviar eram 06:45h e 15:00h, porque seriam horários de atualização do sistema em Roma, ou algo assim… Fiquei dois meses mandando todos os dias nesse horário e nada. Aí baixei o aplicativo do Boomerang no Gmail para enviar e-mail de hora em hora! haha… Em 3 semanas eu recebi uns 15 e-mails de resposta com meu horário de agendamento. Fogo esse serviço do VSF mesmo :/

      A tradução fiz com a Emanuela M. Guidorizzi (Tradutora Juramentada Italiano – Jucesp 871). Manda e-mail para ela: emanuela.mg@gmail.com =)

      Boa sorte!

      Curtir

  2. Oi Luciana, td bem?
    menina, adorei seu post, super resumido mas facil de entender, jóia.
    Só fiquei com uma dúvida, tenho que enviar os documentos para legalizar no Eresp e depois fazer as traduções, então a qual tardução vc se refere nesta parte: ” O número de documentos significa por certidão e por tradução. Caso um é um documento! Não ache que eles vão considerar certidão + tradução como um só porque foi um ledo engano meu”. Se vc puder me explicar ficarei muito grata, depois pretendo pedir assessoria, mas quero fazer o que posso sozinha. Obrigada, Glaucia

    Curtir

    1. Oi Glaucia! O que aconteceu comigo foi que acabei traduzindo os documentos antes de enviá-los ao ERESP/MRE, então tive que autenticar as traduções também em paralelo. O correto mesmo seria primeiro autenticar e depois traduzir, pois desta forma os carimbos do MRE constam na tradução 🙂 Boa sorte!

      Curtir

  3. Oi, Luciana! Você me botou uma pulga atrás da orelha.. o que vocês quis dizer aqui:

    “O número de documentos significa por certidão e por tradução. Caso um é um documento! Não ache que eles vão considerar certidão + tradução como um só porque foi um ledo engano meu”

    Não é preciso enviar as traduções ao ERESP, não? Você estava se referindo à legalização no Consulado?

    Obrigada!

    Curtir

    1. Oi Fernanda! Vixi… Não queria deixar com pulga atrás da orelha, não! O melhor é enviar ao ERESP antes de enviar para traduzir, assim o tradutor já traduz também o carimbo do ERESP. No meu caso eu fiz as traduções primeiro e tive que levar tudo junto para o ERESP autenticar :/ Até mais!

      Curtir

  4. Boa tarde Fábio .
    Eu já estou com processo aberto no consulado , minha filha já tem o passaporte Italiano , agora vou tirar o meu e do meu filho do segundo casamento .
    Já enviei os doc´s para ERESP , já fiz a tradução juramentada .
    Queria uma dica , eu posso ir direto no consulado em SP sem agendar só para tirar dúvidas referente a documentação?

    Obrigada,

    Curtir

    1. Oi Fábio! Até onde eu sei, o consulado não atende sem agendamento prévio. Mas eu acho que eles tem uma linha de atendimento para tirar dúvidas… A única questão é que é pago. Boa sorte 😉

      Curtir

  5. Luciana Amei seu blog! Saberia me dizer se quando temos tudo certinho, carta convite e documentos e vamos passar pela imigração respondemos qual o motivo da viagem turismo ou negócio? E o que fazer quando não sabemos falar italiano?obrigada:-)

    Curtir

    1. Olá Talita! Desculpe não ter visto seu comentário antes 😦

      Pode falar que está indo a turismo e você vai receber a permissão para ficar os 90 dias, que deve ser suficiente até o final do seu processo… Por não saber falar italiano, contratei a Polentona que me assessorou durante todo meu processo na Itália 🙂

      Curtir

  6. Boa noite Luciana tudo bem? Qual seu e-mail conforme vc pede pra solicitar o contato da tradução por e-mail… Outra dúvida: como vc obteve a certidão de inteiro teor de nascimento do italiano? A polentona te auxiliou nisso também ou como você conseguiu? Já tenho uma cópia dessa certidão que um primo meu me enviou, o que creio que pode facilitar a obtenção da original na Itália. Obrigado !

    Curtir

    1. Olá, Marcos! A certidão do antenato em italiano não precisa ser em inteiro teor. Este é um documento emitido na Itália e será o único que não seguirá o padrão dos demais. A pesquisa do local de nascimento do meu bisavô foi feita pela minha família e uma prima que mora na Itália conseguiu a certidão de nascimento e mandou para mim pelo correio. Eu não sei se a Polentona oferece esse tipo de serviço, para ser sincera, mas eu acho que se você tem a cópia do original a Polentona pode sim te ajudar… Boa sorte 😉

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.