Entrevista de Emprego no Canadá

Esta semana tive a oportunidade de conversar sobre emprego no Canadá com várias pessoas que estão no Brasil e planejando a imigração. Conversas super bacanas tratando de receios reais e dúvidas justas sobre a diferença de recolocação no mercado de trabalho canadense verso o brasileiro. Então mesmo eu já tenha escrito sobre procurar emprego no Canadá, achei que seria uma boa ideia compilar um pouco dos papos que tive e transformar em um post.

Umas das diferenças mais significativas que encontrei nas minhas buscas por emprego no Canadá foi o profissionalismo com que os entrevistadores limitam as perguntas às suas experiências profissionais e conhecimento, sem nunca perguntar sobre sua vida pessoal. Seu estado civil não importa, sua idade somente poderá ser adivinhada pelas rugas no seu rosto, se você tem ou não filhos é problema seu e sua orientação sexual nem passa pela cabeça de ninguém. A entrevista é exclusivamente voltada às suas habilidades como profissional e adaptabilidade como ser humano.

Porque apesar da sua vida pessoal não ter papel na sua capacitação, para muitos recrutadores é importante não só encontrar a pessoa certa para a vaga, mas também que irá se adaptar à cultura da empresa. Uma coisa que as empresas tentam evitar aqui é rotatividade, então você pode ter nascido para aquela vaga, mas se a empresa é dinâmica e você é uma pessoa de fala mansa, talvez a energia não bata. E não tem nada a ver com seu currículo.

Então se sua dúvida é se você vai ter problemas para se recolocar no Canadá por causa da idade, da orientação sexual ou por causa dos seus cinco filhos, a resposta é não. Agora… lembre-se que você está procurando emprego no Canadá! Então a proficiência no idioma pode ser definitiva se a vaga exige interação em inglês (ou francês). E claro o nível de experiência profissional vai ter fundamental.

Mas o que quer dizer adaptar o currículo para cada vaga? Quer dizer que você vai ter que literalmente manipular a forma com que sua capacitação será descrita para espelhar a capacitação que a vaga pede. Isto não é visto como enganação, mas sim como sua atenção ao que a vaga e a empresa necessitam. Óbvio que não estou falando em mentir. Estou me referindo a ajustar palavras para facilitar motores de buscam para que seu currículo se destaque.

Outro detalhe fundamental é a carta de apresentação… é nela que a empresa poderá conhecer um pouco de você como ser humano para verificar possível adaptabilidade, então não deixe de incluir suas conquistas ao longo da vida, sua paixão pela jornada profissional, suas habilidades relacionadas à interações sociais – você é extrovertido(a) , sabe trabalhar em equipe, é organizado(a) etc. E por último, mas não menos importante, é na carta de apresentação que você terá um espaço para contar para a empresa o porque você é o candidato perfeito.

Não se esqueça que para trabalhar no Canadá é preciso possuir work permit ou ser residente permanente – ou cidadão, claro. Mesmo se você vier como estudante, a permissão de trabalho é obrigatória.

Você já sabia de tudo isso e já está na sua busca intensiva por emprego no Canadá? Então não deixe de ler nosso post sobre como funcionam as férias por aqui 😉


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.