Express Entry

A novela do Express Entry começou em Janeiro de 2015 e apesar das críticas de quem tem que passar por mais uma etapa antes de colocar os pés no Canadá, o objetivo do programa é aumentar as chances do imigrante de se recolocar no mercado de trabalho.

A dificuldade de profissionais especializados de encontrar vagas na área não é novidade. Em 2009, uma publicação do economista Philip Oreopoulos revelou o experimento social conduzido por ele na corrida pela busca de empregos por imigrantes e algumas diferenças foram óbvias quando se tratava da seleção dos currículos por recrutadores, entre elas a experiência prévia de trabalho no Canadá e nível educacional.

Outro obstáculo são as profissões regulamentadas no Canadá, como advogados, engenheiros ou profissionais na área da saúde e turismo que precisam passar por novas certificações antes de estarem aptos a exercerem suas atividades. Na esperança de reduzir a taxa de desemprego de quem vem para tentar uma nova vida por aqui, o Express Entry oferece uma forma ao candidato de se conectar com empregadores em potencial, ou províncias que busquem certas profissões para completarem a força de trabalho local.

Para criar seu perfil online no Express Entry, você deve primeiro se qualificar para um destes programas de imigração: Federal Skilled Worker Class, Federal Skilled Trades Class ou Canadian Experience Class, também avaliado por sistema de pontuação. Outra opção é se eleger através de programas provinciais.

A partir daí, é possível cadastrar o perfil no Express Entry para que o candidato fique disponível para receber o convite à submissão dos documentos para obtenção da residência permanente, dependendo dos pontos obtidos. A contagem de pontos é sutilmente diferente para os interessados que imigrarão sozinhos e aqueles que irão acompanhados de esposo (a) ou parceiro (a) de união estável, mas a soma é justa na influência do total de pontos obtidos. O perfil é válido por um ano.

Recentemente o departamento de imigração aumentou a possibilidade de somar mais pontos caso o candidato tenha irmãos que sejam cidadão ou residentes permanentes no Canadá e se possuir proficiência no francês (língua oficial do país). E já não é mais obrigatório o cadastramento no site do Job Bank (banco de empregos), apesar altamente recomendável por ser uma excelente ferramenta de inserção no mercado de trabalho.

No último dia 15/Novembro, candidatos com 439 pontos ou mais receberam o convite para aplicar à residência permanente, número bem mais animador se comparado ao primeiro ‘sorteio’ em Janeiro/2015 para quem tinha 886 ou mais pontos.

O site de imigração do governo canadense oferece uma ferramenta de cálculo da pontuação que você obteria, saiba mais clicando aqui.

Fonte: http://www.cic.gc.ca/english/express-entry/index.asp